A festa realiza-se no domingo seguinte ao dia em que se celebra a morte de Santa Eufémia (16 de setembro) e consiste na realização de uma missa campal, seguida da procissão até à casa da Guarda Florestal, com o andor da Mártir.

A festa termina com o leilão das fogaças oferecidas pelos fiéis, a que se segue, já no Santuário, o almoço nos restaurantes improvisados ou comendo o farnel levado na cesta e posto na mesa ao ar livre, à sombra de árvores centenárias.

A tarde é preenchida com animação cultural.

Fonte das Fotografias:

https://vozdogoulinho.blogs.sapo.pt/22969.html